Saiba porque a faculdade não te prepara para uma carreira no Mercado Financeiro

Se você é universitário assim como eu fui um dia, provavelmente já percebeu que fazer faculdade e construir uma carreira no mercado financeiro são coisas nem tão complementares assim.

Mas não me entenda mal, a porta de entrada mais fácil para esse mercado competitivo e meritocrático ainda é como estagiário, e para isso, você deve estar matriculado em algum curso universitário.

O ponto é que eu estudei economia na PUC-Rio, uma das melhores universidades do país. A experiência acadêmica foi incrível e o intelectual que me foi disponibilizado durante os 4 anos foram extremamente surpreendentes.

Todo papel que me foi prometido desde a matrícula até a conquista do diploma foi de fato cumprido.

A questão é que durante muito tempo a faculdade foi a principal porta de entrada para o mercado de trabalho. Porém, com o avanço da era digital, empresas dos mais variados ramos e novos modelos de negócios têm se permitido testar novos tipos de formação.

E o problema aconteceu no meu 4º período de faculdade, quando resolvi que o mercado financeiro seria o meu caminho…

carreira no Mercado Financeiro

Mercado Financeiro e suas exigências

Muito antes de estar inserido em algum ambiente do mercado financeiro, existe algo extremamente complicado chamado processo seletivo. Eu particularmente tomei diversos nãos em vários deles.

O mercado exige pessoas previamente preparadas, com um mindset meritocrático, competitivo e que busque performar acima da média. Algumas atitudes e tipos de personalidade também são observadas durante esse processo para qualificar o candidato como apto ou não para o dia a dia do mercado financeiro.

Ou seja, o comportamental é algo extremamente exigido e não recebemos nenhum tipo de auxílio nesse sentido durante a vida acadêmica.

No meu caso em particular, precisei me candidatar a diversos processos seletivos fora do mercado financeiro para entender como de fato funcionava toda essa análise de comportamentos pela área de RH das empresas.

E não foram poucos…

Fiz ao todo 14 processos seletivos fora do mercado. E graças a eles consegui desenvolver as habilidades comportamentais exigidas.

Além disso, existe também a questão da experiência prévia. O mercado financeiro exige dos seus candidatos todo um conhecimento prático e intelectual. E pasmem, isso se estende aos que estão procurando estágio.

Assuntos de cunho teórico como renda fixa, renda variável, funcionamento do mercado e muitos outros são extremamente cobrados nas entrevistas. Saber como todos eles se aplicam na prática também é uma exigência.

Aí fica o questionamento: como uma pessoa que estuda em um lugar que não oferece conteúdo teórico e prático vai conseguir uma chance no mercado financeiro?

Solução

E foram as dificuldades encontradas por mim e pelos meus sócios que nos fizeram pensar numa solução.

Existem algumas coisas que são imutáveis. A necessidade de saber inglês com fluência senão pelo menos de forma avançada sempre foi e sempre será uma exigência do mercado financeiro.

Outro conhecimento básico importante é o domínio do excel. Para os que estão iniciando a carreira, as planilhas desse software se farão muito presentes.

Por isso, saber fazer bom uso das ferramentas disponíveis é fundamental para trabalhar nesse mercado.

Além disso, certificações também são extremamente bem vistas. Estudar para conquistá-las é sinônimo de dedicação e interesse.

São elas que provarão sua autoridade em determinado assunto perante um gestor em uma entrevista. E é graças a isso que você não deve medir esforços para obter êxito nesses exames.

Por fim, mas não menos importante, é crucial que você procure bons cursos. Hoje em dia, com o fácil acesso à internet e o grande avanço tecnológico, encontrar cursos de excelência não é algo tão difícil.

Dê preferência aos que fornecem conteúdos teóricos e práticos aos alunos. Eles sem dúvidas farão toda a diferença durante um processo seletivo uma vez que o gestor provavelmente escolherá aqueles que tiveram uma experiência prática com o dia a dia do mercado.

Sobre o Autor

Felipe Gentil

Economista, formado pela PUC-RJ e tem MBA em gestão empresarial pela FGV. É fundador e CEO da Proseek
Publicado em 16/10/2018

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você está em busca de uma oportunidade de emprego, uma das melhores coisas que pode acontecer é ser chamado para uma entrevista.   Porém, para alguns, esse pode ser um momento de grande ansiedade, pois o candidato possui apenas alguns minutos para “encantar o entrevistador”.   Para ajudar a aumentar suas chances de ser…
Sempre tive pais que apoiaram minha educação, mas me sentia muito pressionado e essa pressão não vinha deles. Eu me cobrava para atender todas as expectativas que eram colocadas sobre mim e queria ser aprovado em um processo seletivo no mercado financeiro.   Meu pai trabalhava no mercado financeiro, e era muito difícil chegar em casa…
A cada dia chegam centenas de currículos nos e-mails de empresas e gestores de recursos humanos do mercado financeiro. Com a concorrência cada vez maior, pequenos erros podem fazer toda a diferença e afastar o candidato da vaga desejada. E esses problemas começam justamente no primeiro contato entre o candidato e a empresa. O currículo…