Por que as Finanças Corporativas são tão importantes?

Dar importância às finanças é um processo fundamental. Diante das fortes mudanças econômicas e tecnológicas que o mercado tem passado, muitas empresas tiveram que se reinventar para sobreviver.

Estabelecer o total controle das finanças é fator determinante para fazer você chegar a qualquer objetivo. Mas o desafio vai muito além de gerenciar despesas e receitas.

As finanças têm ocupado uma posição cada vez mais estratégica para o negócio da empresa. Isso significa que a responsabilidade da área será muito maior.

Manter a conformidade da área é função chave, mas a necessidade de se adaptar as novas mudanças é grande. Por essa razão, surge a necessidade do seu entendimento.

Importância das Finanças Corporativas

Finanças Corporativas

Seu objetivo central é maximizar o valor da empresa através de um planejamento financeiro de curto e longo prazo com estratégias bem definidas. 

Além disso, é o setor financeiro que faz toda gestão patrimonial do negócio. Através de análises contábeis e econômicas, o profissional de finanças consegue tomar decisões importantes que vão impactar diretamente os resultados da empresa.

É fundamental que a área de finanças esteja alinhada em atender as expectativas dos stakeholders.  

Para se ter uma ideia, o descuido de um CFO ou de um gestor pode comprometer a continuidade operacional da empresa. 

A gestão financeira é o órgão mais vital de uma empresa. É por ela que todas as áreas são supridas e o seu mau funcionamento pode comprometer de forma perigosa o desempenho dos negócios.

A Kodak, por exemplo, foi uma empresa centenária e de grande sucesso mundial. Sua história ficou marcada por muitas inovações. Contudo, a empresa faliu por não acompanhar a velocidade das transformações do mercado. 

Por isso, é fundamental que o profissional de finanças seja extremamente capacitado para melhorar a estrutura e os processos da empresa. Além de estar sempre pensando fora da caixa e em como se diferenciar no setor que está inserido. 

Assim, uma vez que as finanças da companhia estejam em conformidade, superar os desafios impostos pelo mercado ou por diversas outras crises se torna uma tarefa um pouco mais simples.

Percebe a importância?

Não existe outra saída. Na qualidade de gestor, você deve pensar com a cabeça do dono e desenvolver skills que o preparem para as grandes mudanças que o mercado tem passado.

O futuro das Finanças Corporativas

A automação tem desempenhado uma função expressiva na melhora das atividades operacionais financeiras. Existem softwares capazes de fazer análises detalhadas com base nos relatórios financeiros. Para as finanças isso representa uma grande mudança de comportamento.    

Por isso, as empresas estão sendo obrigadas a tomarem uma postura mais competitiva para se destacarem em meio à concorrência. E a gestão das finanças torna-se crucial. 

Nos dias atuais, departamentos de finanças desempenham tarefas estratégicas em uma gestão como otimizar custos, validar sugestões de precificação, apoiar em eventuais mudanças na estrutura de capital, entre muitas outras.

Enxergar a administração das suas finanças como uma preciosa fonte de informações para tomada de decisões é extremamente importante.

Com isso, espera-se gerentes e diretores financeiros muito mais proativos do que simplesmente aqueles que só desempenham papéis operacionais da área. Desta forma, é importante desenvolver a mentalidade de que finanças devem ser tratadas como prioridade em qualquer gestão.

E não para por aí.

Olhando para as demandas do mercado, grandes corporações possuem um déficit de mão de obra qualificada para cargos relacionados à gestão financeira. A falta de especialização é algo que tem preocupado muitos CFOs.

Informações em tempo real, oportunidades de novos negócios e gestão de tempo eficiente. Estes serão alguns dos skills demandados dos profissionais de finanças. Além disso, é fundamental que o gestor seja capaz de entender as necessidades de cada cliente para que as metas sejam alcançadas com mais rapidez. 

Estes serão os que inevitavelmente sairão na frente dos que ainda acreditam nos modelos antigos de gestão em finanças.

Por isso, é necessário que o profissional de finanças tenha um enorme senso crítico. Ele também tem que ser capaz de tomar decisões assertivas para o futuro da companhia. Um gestor precisa colaborar de forma efetiva com o negócio. 

Independente da sua área de atuação, o estudo das finanças é fundamental no desenvolvimento de skills. Portanto, esteja sempre em busca de conhecimentos que vão te preparar de diferentes formas para esse mercado.

 

Fontes:

  • Experiência alocando centenas de profissionais no Mercado Financeiro.
  • +100.000 horas observando as movimentações do Mercado.
  • Insights dos Sócios e Diretores das maiores casas de finanças do mundo.