O que a geração Z precisa para performar no mercado financeiro

Se você nasceu após o ano de 1995, você faz parte da chamada geração Z e provavelmente foi criado e educado por uma forte influência das tecnologias. A sua geração passa horas conectada e 80% acompanham canais no YouTube durante algumas horas do dia.

Mas não é de se surpreender também que essa geração seja mais sofisticada em relação as anteriores. De fato, são mais motivados, com mentes empreendedoras e bastante ambiciosos.

Grandes empresas do mercado já estão de olho nos melhores talentos da geração Z.  

Formar uma equipe com o propósito de buscar o crescimento e se manter relevante passa, necessariamente, por incluir jovens que tenham esse espírito empreendedor.

E no mercado financeiro não tem como ser diferente.

Existe, inclusive, uma forte preocupação com processos seletivos que sejam capazes de recrutar profissionais com esses valores.

E posso dizer com tranquilidade diante da minha experiência no mercado financeiro: quem acredita que basta entender de valuation ou de produtos financeiros para performar estão fadados ao fracasso.

Se você sonha em ter uma carreira de sucesso no mercado financeiro, vai precisar desenvolver habilidades que provavelmente foram inibidas da geração Z pela influência digital.

Maturidade e Responsabilidade estão unidas

Por conta das tecnologias atuais é muito fácil chamar a atenção dos jovens da geração Z e isso cria um estigma de que estão sempre focados no mundo digital e alheios a responsabilidades do dia a dia.

Por conta disso, uma das maiores preocupações com os empregadores atualmente é com o senso de responsabilidade presente nos jovens. Existe um preconceito de que se você é jovem não é maduro suficiente para realizar determinada função.

Eu mesmo já tive que lidar com esse tipo de situação, sempre fui um usuário ativo de redes sociais e com isso, era inevitável não usar bastante o celular. Quando comecei na XP Investimentos, simplesmente pelo fato de ter 20 anos e ter essa característica, atrai alguns olhares de desconfiança.

Contudo, o compromisso com o trabalho e dedicação foram a solução que encontrei para mostrar minha responsabilidade pelos trabalhos que eu fazia por lá.

Certamente, não existe forma melhor de mostrar que você é responsável e que tem maturidade para estar ocupando um cargo do que cumprindo suas tarefas de acordo com a sua função.

Comunique-se!

Se você é da geração Z  e se considera uma pessoa tímida preferindo se comunicar pouco ou apenas por celular, é hora de começar a desconstruir sua timidez. Em todo emprego a comunicação é essencial e não basta apenas falar pelo internet.

Por mais que eu goste de usar o celular, sempre fui extremamente comunicativo aonde trabalhei. Isso valorizava minha participação na empresa e ajudava a comunicação direta e o trabalho em equipe.

Nas empresas o trabalho em equipe é fundamental pra que toda engrenagem funcione corretamente. Comunicar suas atividades, tirar dúvidas, sugerir ações, dicas ou até mesmo ajudar um companheiro de trabalho contribui para o seu engajamento na equipe e evitar falhas de comunicação.

E pode saber: os recrutadores buscam pessoas que se comunicam e que entendem a importância no trabalho em equipe.

Uma empresa que tem funcionários que não sabem trabalhar em equipe está fadada ao fracasso. Igualmente um funcionário que não se comunica, ele pode até ser contratado, mas provavelmente não terá longevidade no cargo devido a falta de comunicação.

Portanto, desenvolva sua comunicação e combata a timidez. Essa soft skill pode te ajudar muito num processo seletivo e mostra que você não se comunica apenas por chats de redes sociais.

Use os atalhos para inovar

Os recrutadores sempre estão em busca de pessoas que inovam, mas a criatividade é algo que precisa ser exercitada. Entretanto, a geração Z é bombardeada por ferramentas que estimulam soluções rápidas.

Uma dessas ferramentas são os sites de pesquisa e sua grande velocidade em entregar resultados. Esse simples fato pode te tornar menos criativo.

Por conta dessa facilidade você é instigado a procurar o caminho mais curto, e isso se torna natural para muita gente. O problema é que isso impede que você pense em soluções mais criativas, minando a mente de buscar algo inovador.

Não estou dizendo para que você pare de usar a internet ou seus recursos, muito pelo contrário. Comece a usar os recursos ao seu favor.

Portanto, consuma conteúdos que vão estimular pensamentos mais criativos de acordo com sua área de interesse. Esses conteúdos podem ser filmes, livros, teatro, entre outros.

Além disso, converse com pessoas novas, conheça a história delas, crie questionamentos, demonstre interesse e curiosidade, isso também pode te dar insights novos sobre muitos assuntos.

Enriquecimento cultural pode ajudar e muito a desenvolver sua criatividade.

Assim, se você quer ter uma carreira de sucesso no mercado financeiro é fundamental que você tenha essas habilidades bem desenvolvidas. Desta forma, tenho certeza que os recrutadores vão ter um interesse maior em te contratar.

Afinal, não adianta ser um profissional repleto de hard skills, se ele não sabe como trabalhar em equipe, é irresponsável ou que não agregue algo para a empresa.

Se você é da geração Z sente que tem habilidades inibidas pela influência digital, está na hora de desenvolver essas habilidades.

Para que assim você possa performar no mercado de trabalho no geral, o que inclui também o mercado financeiro.

Fontes:

  • Experiência alocando centenas de profissionais no Mercado Financeiro.
  • +100.000 horas observando as movimentações do Mercado.
  • Insights dos Sócios e Diretores das maiores casas de finanças do mundo.