O Estágio Perfeito no Mercado Financeiro, como escolher?

Eu já estive no mesmo lugar que você um dia. Sei exatamente o que você está passando. Toda essa incerteza e insegurança de traçar um norte de carreira e escolher o estágio perfeito é mais normal do que você imagina. Isso acontece principalmente quando estamos falando de um ambiente com tantas oportunidades como o mercado financeiro.

Acredito que o maior problema esteja ligado em acertar na opção de trabalho que mais se adequará ao seu perfil dentro desse mundo extremamente competitivo e meritocrático. Mas acredite, as coisas já foram muito mais difíceis.

A dificuldade em achar vagas disponíveis, conteúdo de mercado financeiro de qualidade e uma boa mentoria de carreira para entender onde mais o perfil do candidato se enquadrava foram pedras gigantes no caminho de uma geração que cresceu fora da era digital.

O ponto é: quanto mais você aprender sobre o funcionamento do mercado financeiro e os seus modelos de negócio, mais fácil será na hora de tomar a decisão de qual caminho seguir na carreira. E isso é indiscutível.

Bato demais nessa tecla porque acredito que dessa forma as chances de ocorrerem frustrações com certas escolhas podem ser cada vez menores na da vida de alguém que esteja começando em um novo ambiente profissional.

E você sabe quais são esses modelos de negócio?
Sabe ao certo quais são as principais funções que um estagiário pode desempenhar em cada um deles?

Se a sua resposta foi negativa para alguma dessas duas perguntas você com certeza está no lugar certo.

Veja agora os principais modelos de negócio do mercado financeiro.

Separei os 8 principais modelos de negócio para ajudar você a deslanchar sua carreira.

8 modelos de negócio

Disponíveis no mercado temos principalmente os bancos, as corretoras, as gestoras, as administradoras, os escritórios de agente autônomo, as empresas de análise, as de consultoria e as de auditoria.

São esses modelos de negócio responsáveis pelo bom funcionamento e a integração do mercado financeiro.

Bancos

São instituições públicas ou privadas pertencentes ao Sistema Financeiro Nacional.

O BACEN (Banco Central) é quem regula os bancos. Mas são os bancos que fazem a intermediação financeira entre os agentes superavitários e os deficitários.

Os bancos podem ser divididos em: bancos comerciais, bancos de investimento e bancos múltiplos.

Bancos Comerciais

São responsáveis por fazer a intermediação financeira, recebendo recursos dos credores e os distribuindo através de crédito seletivo, que são as aplicações, e recursos a quem necessita, sendo, nesse caso, os empréstimos aos tomadores.

Para realizar esses serviços os bancos cobram uma taxa chamada spread, criando moeda através do efeito multiplicador de crédito. Exemplo: Caixa Econômica Federal.

Bancos de Investimento

São instituições financeiras privadas especializadas em operações de participação societária de caráter temporário, de financiamento da atividade produtiva para suprimento de capital fixo (longo prazo) e de giro (médio prazo) e de administração de recursos de terceiros. Exemplo: BTG Pactual.

Bancos Múltiplos

São bancos que surgiram a fim de racionalizar a administração das instituições financeiras, reunindo funções dos bancos comerciais, dos bancos de investimento, entre outras.

Para que um banco seja considerado múltiplo ele deve ter pelo menos duas entre as carteiras comercial, de investimento, de crédito, a imobiliária, aceite, desenvolvimento e leasing, sendo uma delas obrigatoriamente comercial ou de investimento. Exemplo: Itaú.

Estagiário de Bancos

Costuma trabalhar no backoffice do banco, ou seja, na parte operacional voltada para o apoio nas funções administrativas como boletagens, atualização de planilhas de ordens e preço de ativos, entre outras. Além disso, há oportunidades nas áreas comerciais visando à captação de novos clientes.

Corretoras/Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários

Atuam no mercado financeiro e de capitais e no mercado cambial como intermediárias especializadas na execução de ordens e operações por conta própria e determinadas por seus clientes, oferecendo os serviços de distribuição de investimentos; assessoria financeira; administração, custódia e subscrição de títulos e valores mobiliários dos clientes; originação, escrituração, emissão e distribuição de valores mobiliários. Exemplo: Xp Investimentos.

Estagiário de Corretoras de Títulos e Valores Mobiliários

Começa a carreira principalmente na área comercial, seja ela B2B ou B2C. O B2B é o contato direto das empresas com as empresas. Já o B2C, é o contato da empresa com os clientes ou futuros clientes.

É importante que quem atuar nessas áreas esteja diariamente se relacionando com as gestoras, os escritórios de agente autônomo e as consultorias de investimento, além dos clientes, objetivando o fechamento de parcerias, treinamentos e a venda de produtos financeiros.

Gestoras

São empresas privadas criadas especificamente para gerir recursos de terceiros, sendo esses terceiros pessoas físicas ou jurídicas. É através delas que são geridos os fundos de investimentos que ficam disponíveis na plataforma das corretoras para os clientes investirem seu dinheiro. Exemplo: GAP Asset Management.

Estagiário de Gestoras

Normalmente começa pelo backoffice, a área operacional da gestora. Executa tarefas como a modelagem de dados em excel para que consiga de fato ter tempo de familiarizar com a gestora e entender o funcionamento do mercado. Além disso, possui a oportunidade de trabalhar na área de análise de empresas, o que exige muita leitura e estudo, a fim de aprender como é a filosofia de investimento da gestora e o bom desempenho da função.

Empresas de Administração, Liquidação e Custódia

Fazem a compensação, liquidação, custódia e o controle de risco de operações/ativos realizadas em bolsa e mercados de balcão organizado. Além disso, realizam também a administração de garantias e empréstimos de títulos. Exemplo: BNY Mellon Administradora.

Estagiário de Empresas de Administração

Trabalha principalmente desempenhando funções operacionais no backoffice, modelando dados no excel e efetuando boletagens nos fundos de investimento.

Agente Autônomo de Investimento

Os agentes autônomos de investimento, conhecidos também pela sigla AAI, são pessoas de cunho natural ou jurídico, que tenha como atividade a distribuição e mediação de títulos, valores mobiliários, quotas de fundos de investimento e derivativos, como prepostos das instituições integrantes do sistema de distribuição de valores mobiliários. Não podem fazer recomendações, somente apresentar os produtos. Ex: MetaStox Investimentos.

Estagiário de Escritório de Agente Autônomo de Investimento

Auxilia o assessor no atendimento dos clientes tanto automatizando processos quanto criando conteúdo que agregue valor ao mesmo. Além disso, atua também na área operacional cuidando das aplicações e resgates dos clientes do escritório de AAI.

Empresas de Análise (Research)

Oferecem ao investidor pessoa física algumas análises independentes e com linguagem de fácil compreensão. Dessa forma, os investidores conseguem tomar decisões de investimentos com mais embasamento, podendo alcançar seus objetivos financeiros.

Falam também sobre ações recomendadas, renda fixa, fundos imobiliários, long-short, análises macroeconômicas, fundos de investimentos e os calls diários dos traders. Exemplo: Empiricus.

Estagiário de Research

Assim como nas gestoras, um estagiário de research também precisa ter muita dedicação lendo e estudando se quiser trabalhar com análises. Ele pode iniciar sua carreira em qualquer área de análise fornecida pela empresa.

Consultoria (Financial Advisory)

Esse modelo de negócios é responsável por orientar o cliente em suas decisões de investimento. Utilizam conhecimento técnico para apresentar estratégias, como a recomendação de carteiras adequadas ao seu perfil.

Seu “grande valor” está no caráter independente de suas recomendações, dando mais segurança e minimizando os erros das decisões, porém, não podendo executar suas recomendações. Exemplo: Progredir Investimentos.

Estagiário de Consultoria

Nas empresas de Advisory, o estagiário basicamente pode seguir por 3 ramos: operacional, comercial e na análise de mercado e produtos. Na área operacional ele realiza e processa as movimentações e cadastros dos clientes e trabalha na conferência dos dados.

O comercial é basicamente o relacionamento com os clientes existentes e a captação de novos.

No campo da análise, o estagiário aprende e ajuda o consultor na hora de avaliar o cenário do mercado e os melhores produtos para investimento.

Auditoria

As empresas de auditoria prestam serviços no campo regulatório. Basicamente, revisam demonstrações financeiras, registros, transações, operações entre outras de um projeto ou de uma empresa.

Costumam atuar no mercado financeiro principalmente em fundos de investimento e nas grandes instituições bancárias a fim de coibir erros contábeis e dar transparência ao investidor. Exemplo: PwC.

Estagiário de Auditoria

O recém-ingresso nessa carreira costuma receber diversos treinamentos técnicos na área de contabilidade e metodologias empregadas pela empresa.

Ele ajudará o auditor a compreender o negócio de cada cliente, tentando cada vez mais estabelecer uma relação de parceria e objetivando fornecer sempre veracidade e confiança nas demonstrações contábeis. Além disso, também desempenha funções operacionais.

Conhecendo todos esses principais modelos de negócio  citados e suas funcionalidades, certamente o processo decisório de escolher qual caminho seguir será extremamente mais fácil.

Fontes:

  • Experiência alocando centenas de profissionais no Mercado Financeiro.
  • +100.000 horas observando as movimentações do Mercado.
  • Insights dos Sócios e Diretores das maiores casas de finanças do mundo.