A Proseek aloca 78,41% dos seus alunos no mercado de trabalho

Quando eu saí da XP Investimentos com o propósito de empreender, minha principal preocupação foi encontrar formas de identificar potencialidades que não são explícitas para o mercado de trabalho.

Elas estavam ligadas a comportamentos e preferências, ou seja, ao que é natural para as pessoas. Sempre fui fascinado por isso.

A gente criou um procedimento preciso para teste de perfil que avaliava competências técnicas e comportamentais. Tudo de acordo com o que foi mapeado nas empresas do mercado de trabalho como as competências mais relevantes no processo de formação profissional.

E eu lembro que as primeiras pessoas com quem eu conversava, se impressionavam com algo tão simples e que trazia insights muito relevantes sobre o perfil das pessoas.

O processo funcionava em uma planilha de Excel onde os alunos respondiam uma série de questões. A métrica de pontuação não tinha certo ou errado nem bom ou ruim.

Assim, consegui criar 4 modelos de perfil profissional: decisão, relação, conteúdo e eficiência.

E dentro de cada perfil tinha um conjunto de forças e fraquezas que os credenciavam a posições específicas no mercado de trabalho.

Com isso, era possível obter insumos fundamentais para o desenvolvimento dos nossos alunos.

Desenvolvendo seus pontos fortes

É bem provável que as matérias que você tem as melhores notas na faculdade sejam as que você mais gosta. Portanto, são as que você tem maior facilidade também.

E eu vejo muita gente lidando com formação profissional buscando identificar aquilo que você é fraco.

Pra mim é o contrário. A gente tem que procurar entender o que você é forte e destacar isso para o mercado de trabalho.

Na Proseek, a gente identifica o que você tem aptidão e potencializa isso.

Pense em um cara, pode ser um amigo seu, que não consegue falar direito com as pessoas. Apesar disso, ele tem uma incrível habilidade de negociação. Nesse caso sua desinibição deverá ser trabalhada.

É muito simples.

Se tem alguma característica da pessoa que está atrapalhando o desenvolvimento de um ponto forte, isso deverá ser trabalhado. Mas se não estiver travando o cara, não existe razão para trabalhar nisso. Entende?

Por que você acha que alguém precisa ensinar o Neymar a cantar, por exemplo? Ele não precisa disso. O cara pode ser um péssimo cantor a vida inteira. Isso porque ele é um dos melhores no que faz. E trabalhar algo que ele não tem aptidão seria perda de tempo.

Levando a estratégia para o método de ensino em sala de aula

Seguindo essa filosofia, a estratégia de desenvolvimento de pessoas na Proseek é toda baseada em soft hard skills. E o que era uma planilha de excel hoje tornou-se um método de ensino muito bem estruturado.

A Proseek entende que não faz mais sentido colocar pessoas com backgrounds diferentes no mesmo ambiente. Por isso, os alunos se preparam para os estudos de caso oferecidos em sala de aula por meio de uma plataforma adaptativa.

Assim, as empresas conseguem enxergar dentro das nossas métricas que são geradas na avaliação dos alunos muito mais informação qualitativa e quantitativa sobre o perfil deles. Isso tanto do ponto de vista técnico quanto do comportamental.

A Proseek oferece muito mais que um simples modelo. Oferecemos a capacidade de flexibilizar as métricas de acordo com o perfil de vaga e demanda de profissional que elas têm.

Modelo de indicação precisa e assertiva

A forma como a gente trabalha a indicação dos nossos alunos para o mercado de trabalho é diferente.

As empresas estão acostumadas a procurar jovens talentos em bancos de currículo ou LinkedIn. E o máximo que elas encontram lá são a sua faculdade, se você sabe inglês e excel, se teve alguma experiência fora. E tudo isso é muito óbvio.

Contratar profissional de base é a tarefa mais importante para alguém que quer formar uma empresa que cresça com o tempo. E é também a tarefa mais difícil, pois existe uma enorme assimetria de informações.

O gestor não tem como ligar para sua antiga empresa pra saber se você era bom. Isso porque você não tinha um emprego antes. Ou seja, ele não tem uma referência. Não sabe nada sobre você.

O que a gente criou foi um método capaz de extrair muita informação de qualidade. Assim, as indicações se tornam mais assertivas e precisas para as empresas. Tudo de acordo com as demandas que elas têm.

A Proseek ainda é muito nova e pequena no mercado. E as empresas que ainda não conhecem ou não receberam alunos formados pela Proseek se surpreendem. Como aconteceu com algumas empresas que correram atrás da gente para saber. E eu tenho visto que todas que contrataram acabam voltando.

Portanto, eu tenho certeza que o que está sendo construído pela Proseek vai continuar trazendo grande impacto para o mercado e atingir muito mais gente.

Se você também sonha trabalhar em grandes empresas, conheça o que a Proseek pode fazer por você.

Fontes:

  • Experiência alocando centenas de profissionais no Mercado Financeiro.
  • +100.000 horas observando as movimentações do Mercado.
  • Insights dos Sócios e Diretores das maiores casas de finanças do mundo.